• Autor Chris Kyle com Scott McEwen e Jim DeFelice
  • Coleção Biografia
  • ISBN 9789896682040
  • PVP 19,99€ € (IVA incluído)
  • preço livre
  • 1ª Edição outubro de 2013
  • Edição atual
  • Páginas 368, a uma cor + 8 ilustradas, a uma cor
  • Apresentação Capa mole
  • Dimensões 150 x 230 x 22 mm

«Chris Kyle conta a sua história com a mesma garra e coragem que demonstrou na vida e no campo de batalha. Uma leitura empolgante.» - Clint Eastwood


Chris Kyle foi o sniper de elite mais letal de sempre. Os rebeldes iraquianos chamavam-lhe «O Demónio». Entre os seus irmãos Navy SEALs, era conhecido como «A Lenda. Em fevereiro de 2013, Chris Kyle (38 anos) foi covardemente assassinado por um antigo marine.

Nascido e criado no Texas, o Navy SEAL Chris Kyle aprendeu a atirar na infância, enquanto acompanhava o pai em caçadas. Depois do 11 de Setembro atuou nas linhas da frente da guerra contra o terrorismo, onde demonstrou as suas capacidades enquanto sniper, com registos excecionais debaixo de fogo cerrado. 

Entre 1999 e 2009 obteve o maior número de tiros bem-sucedidos da história militar norte-americana, confirmado oficialmente pelo Pentágono: 160. Chris Kyle morreu em fevereiro de 2013, em circunstâncias trágicas, assassinado por um antigo marine num campo de tiro no Texas. 

Chris Kyle descreve neste livro, com grande detalhe, a formação e treino dos SEALs, as batalhas em que esteve envolvido e as estratégias e armamento utilizados, bem como a dor provocada pela guerra. Cada capítulo é também pontuado pelos comentários da sua mulher Taya, que fala abertamente sobre as consequências da guerra no seu casamento e no relacionamento de Chris com os filhos. 

Num registo repleto de adrenalina, Sniper Americano é o relato verídico e emocionante das experiências de guerra de um herói americano dos tempos modernos. Uma extraordinária autobiografia, agora levada ao cinema por Clint Eastwood, com Bradley Cooper a interpretar o papel principal. 

Chris Kyle, membro do SEAL Team Three da Marinha dos EUA, serviu quatro missões de combate no Iraque. É o atirador especial mais letal de sempre, detendo o recorde de 160 mortes como sniper, confirmadas oficialmente pelo Pentágono. Recebeu duas Estrelas de Prata, cinco Estrelas de Bronze com um V (por valentia em combate), duas Medalhas da Marinha e dos Marines, e uma Comenda da Marinha.

Após as suas comissões tornou-se instrutor-chefe das equipas de Snipers dos SEALs. Chris Kyle morreu em fevereiro de 2013, em circunstâncias trágicas, assassinado por um antigo marine. Deixou para trás a sua mulher, Taya, e dois filhos. 

 

Scott McEwen é advogado. Jim DeFelice é autor de Omar Bradley: General at War, a primeira biografia crítica do último general de cinco estrelas dos EUA.