• Autor Mark Owen
  • Ilustrador
  • Coleção Atualidades
  • ISBN 9789896681708
  • PVP 19,99 € (IVA incluído)
  • preço livre
  • 1ª Edição outubro de 2012
  • Edição atual
  • Páginas 336, a uma cor + 8 a cores
  • Apresentação capa mole
  • Dimensões 150 x 230 x 21 mm
  • Idade

De forma absolutamente inédita, Um Dia Difícil revela todos os detalhes desde o planeamento até ao desenlace da operação contra Osama bin Laden, num relato empolgante de um dos militares que o confrontaram até à morte.

Mark Owen participou em algumas das mais memoráveis operações dos Navy SEALs, a força de operações especiais da Marinha Norte-americana. Um Dia Difícil coloca o leitor na pele de Owen, fazendo-o sentir-se parte integrante da equipa de vinte e quatro especialistas, enquanto preparavam e executavam a missão mais difícil das suas vidas.

Este livro é uma peça essencial da História contemporânea. Aqui se incluem fielmente, e pela primeira vez, os pormenores da missão, incluindo os detalhes estratégicos e os planos de contingência que a equipa de Owen foi obrigada a seguir desde a queda do helicóptero que poderia ter determinado um desfecho trágico da missão, até à comunicação via satélite com o Presidente Obama confirmando a morte de bin Laden. O autor revela também os pormenores do rigoroso processo de seleção e ingresso numa das mais famosas e relevantes unidades de elite em todo o mundo.

Mark Owen é um ex-membro dos Navy SEALs. Durante os seus muitos anos de serviço, participou em centenas de missões em todo o mundo, incluindo o resgate do Comandante Phillips no oceano Índico, em 2009. Owen foi líder de equipa na Operação Neptune Spear, em Abbottabad, no Paquistão, que decorreu a 1 de Maio de 2011 e resultou na morte de Osama bin Laden. 

Foi um dos primeiros militares a entrar no terceiro andar do esconderijo do terrorista mais procurado em todo o mundo, sendo testemunha da sua morte. O seu nome e os dos outros membros dos Navy SEALs referidos neste livro foram alterados por motivos de segurança. 

Kevin Maurer fez a cobertura jornalística de missões especiais durante nove anos. Viajou com as unidades de elite norte-americanas no Afeganistão em seis ocasiões, bem como no Iraque e no Haiti, e em 2006 passou um mês com forças de operações especiais em África.