• Autor Stephen Westaby
  • Ilustrador
  • Coleção Memórias
  • ISBN 9789896684266
  • PVP 17,69 € (IVA incluído)
  • preço fixo até fim de fevereiro de 2019
  • 1ª Edição setembro de 2017
  • Edição atual 1.ª
  • Páginas 304
  • Apresentação capa mole
  • Dimensões 150 x 230 x 20 mm
  • Idade

Este é um livro poderoso e incrivelmente tocante, que proporciona uma visão excecional de como é sentir o coração de alguém nas mãos.

 

O equilíbrio entre a vida e a morte é delicado, e um cirurgião cardiotorácico caminha na corda bamba entre os dois. Na sala de operações não há tempo para dúvidas. Um dia mau pode ter consequências terríveis ? um deslize da mão mede-se em vidas humanas. A cirurgia cardíaca não é para corações fracos.

 

Stephen Westaby, cirurgião pioneiro que assumiu riscos e testou os limites da cirurgia cardíaca, abre o seu coração nestas impressionantes memórias e partilha alguns dos casos mais extraordinários e comoventes da sua carreira ? como o bebé que sofreu múltiplos ataques cardíacos aos seis meses, a mulher que viveu o pesadelo de estar presa no seu próprio corpo, e o homem cuja vida foi mantida por uma bateria durante oito anos.

 

«Mais um dia no escritório para mim; o fim do mundo para eles.»

Stephen Westaby é um cirurgião cardiotorácico mundialmente reconhecido por ter sido o primeiro cirurgião na história a adaptar um novo tipo de coração artificial para um paciente, mostrando que os humanos não necessitam de pulsação na sua circulação.

 

Durante a sua carreira de 35 anos como cirurgião, trabalhou nos mais reputados hospitais do mundo e operou mais de 11 mil corações.

 

Em 2004 foi-lhe atribuído o Galardão Ray C. Fish for Scientific Achievement, uma das distinções mais importantes na área da Medicina dos EUA, que reconhece aqueles cujas inovações contribuem de forma significativa para a medicina e a cirurgia cardíaca.

 

Ainda em 2004, a BBC realizou o documentário Your Life in Their Hands sobre ele, dando a conhecer não só os seus feitos extraordinários enquanto cirurgião, mas também o homem por trás da máscara cirúrgica.